Se há coisa que não gosto(muito)é de fazer análises.Ainda não habituei-me a gostar!
Já antes de ficar doente,quando fazia análises de rotina(de 2 em 2 anos)se,aquilo não corria bem á primeira,tornava-se num pesadelo.Mas,nessa altura já o enfermeiro dizia-me que tinha acabado,e ainda eu estava de cara virada para o outro lado de olhos bem fechados.
Ora,quando comecei a fazer quimioterapia,apesar de todos os enfermeiros que calhavam comigo dizerem que eu tinha umas veias muito boas,ía sempre muito nervosa.Correu sempre tudo bem,mesmo só podendo fazer num braço.
Depois da radioterapia,a médica disse-me que iria fazer o herceptin.E,como esse tratamento nalguns casos é de um ano,mas em mim,provavelmente íria ser durante dois anos.
Acharam boa ideia colocar o cateter.Já tinha visto algumas pessoas com aquilo,e também concordei,aliás não tinha muitas escolhas.As veias(quase)todas fugiam com medo.
Marcaram-me a pequena cirurgia para introduzir o cateter.Quando vi a hora fiquei feliz,pois,como era por volta das 8:30,iria ser a primeira.E,eu nestas situações gosto de ser a primeira,assim não sofro tanto a pensar como vai correr.
Quando lá cheguei disseram-me que o mais provavel era não colocarem cateteres nesse dia porque tinha faltado um médico e mandaram-me para casa.
Resolvi ír até á praia,pois a essa hora estava tudo muito calmo.Não fiquei triste,achava que talvez esse não fosse um bom dia.
Estava na praia,havia uns 5 min.quando ligam do hospital a perguntar onde tinha ido,porque o médico que estava de serviço tinha optado por colocar nesse dia os cateteres.
A partir daí,a situação começou a ficar "estranha".As enfermeiras naquele serviço,não encontravam nenhuma veia "boa",um senhor que lá estava só dizia que aquilo doía muito,porque ele já tinha colocado um,mas depois o médico mandou retirar.
Se tivessem colocado o meu logo da primeira vez,não tinha sido muito difícil...mas não conseguiram.Disseram que não era anatomicamente igual(já havia desconfiado que era uma raridade!)e perguntaram-me se queria colocá-lo no outro lado.Teimosa como sou,disse logo sim que queria saír de lá com o cateter.No outro lado também não conseguiram.
E,aí pensei que ia dar-me um treco,a máquina que tinha ligada ao meu coração começou a fazer um barulho estranho,como se fosse desligar.A enfermeira ao meu lado dizia para acalmar-me e o médico olhava para mim com os olhos arregalados!!
Lembro-me de pensar que com tudo o que já tinha feito para curar-me,não podia bater a bota numa sala de ambulatório com duas pequenas cirurgias que não serviram para nada.
Voltaram a marcar para outra altura,mas desta vez no bloco operatório com anestesia geral.
Nesse dia não estava nada nervosa.Saí do hospital de dia,onde todo o pessoal que lá trabalha conhece-me,acho que é a minha segunda casa,e onde fui sempre muito bem tratada.
Quando acordei,levaram-me de volta ao hospital de dia.E,aí comecei a achar que estava qualquer coisa de estranho quando pediam-me para ver onde estava o cateter e de seguida levantavam o lencol.Mais tarde,quando tive coragem perguntei a uma enfermeira o que se passava,ao que ela responde que colocaram-no na virilha!
Na virilha,mas isso lá é sítio para termos o cateter??
Pois,no meu caso calhou-me ali.Comecei a ser uma "ave rara" naquele hospital.Nem todas as enfermeiras querem vir ter comigo...ora está virado para um lado,ora na semana seguinte já está para o outro.Nunca se sabe,é como a dona quando acorda virada do avesso.
Hoje foi um desses dias! Dormi mal,quando lá cheguei uma sra começou a falar comigo e eu achava que não a conhecia.Que vergonha,e ainda por cima conheço-a bem,mas como o cabelo tinha caído,hoje já andava de lenço,e eu não a reconheci.
Quando entrei na sala para fazer as análises e não vi nenhuma das enfermeiras que costumam acertar logo á primeira,o meu coração começou logo a acelerar.Deitei-me,sim porque comigo tem de ser deitada,e vejo ao meu lado não uma,mas duas enfermeiras.E,decidiram que uma segurava no dito e outra ferrava a agulha.E...não deu certo.Voltaram a fazer o mesmo,e aí tive de gritar,pois a dor foi até meio da perna.Corriam-me lágrimas de despero e dor,eu queria saír dali para fora.E,disse-lhes,que se não conseguissem na próxima vez eu ía embora.Aí,foram á procura de uma enfermeira que já tivesse conseguido tal proeza.
Veio a enf.A.,e voilá conseguiu á primeira! Depois de duas ferroadelas,doeu um pouco,mas passou logo assim que vi sangue a correr por aquele tubo acima.
Se,eu agora acho que a "coisa" correu mal??
Não,claro que não.Correu menos bem,porque mal,era se depois daquilo tudo ainda tivessem que ír á procura duma veiazinha no braço.Ou,eu tivesse vindo embora sem fazer o tratamento.Por acaso,passou-me isso pela cabeça!!

7 comentários:

Querida Sónia
eu sei bem o que isso é, as minhas veiazitas tadinhas ainda hoje estão maltratadas da quimio, e foi preciso esse tempo todo para no final me colocarem o cateter para o herceptin, se tivessem colocado logo no inicio eu não ficaria com o braço defeituoso sim porque é bem visivel as veias salientes e secas porque por incrivel que pareça naquelas veias não corre uma gota de sangue, andei na fisioterapia mas não resultou nada, por isso quando me colocaram o cateter foi uma benção, antes era um sofrimento para tirar sangue.
tb já me aconteceu picarem mais que uma vez no cateter e não sair nada, eu já descobri que é a falta de experiência de algumas Enfermeiras, a ultima vez que isso aconteceu deu-me o badagaio lolll e caí para o lado, porque a dor é imensa, agora imagino a ti , na virilha deve de ser horrivel e desconfortavel, é minha amiga temos de aguentar, não é fácil nada fácil mas fomos contempladas com este bicho que ninguem quer.
um resto de dia bom, melhor que o inicio....
beijinhos
..

Olá Sónimha. Estava a ver que não dava com o blogue da menina!!!
Parece que o dia hoje não foi lá muito agradável, com tanta picadela. O principal é que o tratamento foi feito e a coisa vai correndo. Esp+ero que tudo esateja a ir pelo melhor, pois já faz muito tempo que não trocamos conversas. Agora que descobri o cantinho vou adicionálo no meu blogue para que seja mais fácil e todas possam ir visitando. Beijocas muito grandes e sempre de pé.

Sónia, que dia...vais precisar de umas agulhinhas mas das outras ;o)
Nunca tinha ouvido falar em cateter na virilha não deve ser nada fácil. Tb estás a fazer Herceptin???
Eu fiz um ano, era suposto fazer 15 meses mas...terminei antes!
Agora já está o tratamento ;o) menos um!!!
Beijokas

Que grande aventura, mas ainda bem que teve um final feliz:)
Eu era dadora de sangue e sempre vi tirarem-me o sangue, tinha veias 5 estrelas, agora até tremo quando vou fazer análises, já me falaram em tirar sangue dos pés!!!

jokas

Pois também fiquei admirada quando me disses-te...
Também me tiraram sangue dos tornozelos!
Beijinhos

Olá meninas,
Obrigada pelo apoio,mas isto ás vezes não é nada fácil e como tinha dormido mal,ainda piorou mais um pouco...

Olá Cinda,
fiquei mto feliz de a encontrar aqui no meu cantinho!!

Beijinhos e um bom fim de semana

Bem, é como digo agora. Secalhar foi mesmo uma benção para mim não ter veias de jeito no braço nem para uma sessão de quimio!

O meu cateter está do lado esquerdo, por cima da mama e ao lado da alça do sotien. A maior parte das vezes esqueço-me que o tenho mas ontem andei o dia todo com a neura porque devo ter mexido um musculo qualquer quando me abaixei para apanhar o meu coelho e tinha a sensação que aquilo que tinha se mexido. Andei o dia todo a tocar nele!

Mas poças, nas virilhas deve ser tramado! Que raio de sitio! Até me arrepiei toda com o teu relato!

Agora sempre que tiveres de ser picada pede a tal enfermeira que acertou à primeira!

100medodeviver

O 100medodeviver nasceu para mostrar a todas as pessoas com cancro que não é o fim ...mas,sim o príncipio de uma nova vida,com muitas emoções á mistura.
Não estar sempre a pensar na doença e fazer "coisas"que realmente adoro, é neste momento o meu lema de vida.
Aproveitar a vida a 100%.

Hoje é um dia maravilhoso porque eu decido que assim seja

O passado é passado e não se pode mudar.Este momento presente é o único que posso experimentar

Acerca de mim

A minha foto
Tenho 35 anos,vivo um dia de cada vez,desde outubro de 2007 quando foi me diagnosticado cancro da mama,mas eu quero vencer esta luta!!

Tudo o que somos é resultado do que pensamos.

eu tambem luto...

srborralho@hotmail.com

Obrigada Lina

Oferta da amiga Natália

Oferta da amiga Ana Camões

A minha menina

Seguidores


"Fomos feitos para sermos diferentes,portanto,não se culpe.Aceite e aprove o que você é."Louise L.Hay

As pétalas da flor de lótus abrem-se para o sol,como a nossa alma abre-se para a energia divina.

"Seja a mudança que você quer ver no mundo". Dalai Lama

"Aquele que nunca viu a tristeza,nunca reconhecerá a alegria."Khalil gibran

"A vida não exige das pessoas o que elas ainda não têm condições de dar."Zibia Gasparetto

"O rio atinge os seus objectivos,porque aprendeu a contornar obstáculos."

"Tudo o que somos é resultado do que pensamos."Buda

"A morte é a mudança completa de casa,sem mudança essencial da pessoa."Chico Xavier

"Não existe um caminho para a felicidade.A felicidade é o caminho"Mahatma Gandhi

"O que conduz o mundo é o espírito e não a inteligência".Antoine de Saint Exupery

No yoga,casa asana é um modo de estar para chegar a um modo de ser.

"O silêncio é a mãe da verdade."

A minha Lista de blogues


As imagens aqui publicadas são retiradas da net